sexta-feira, 29 de julho de 2016

Resenha - Alice Black, princesinha do inferno


Alice Black conta a história de Alice, uma roadie da banda Mell’s Angels que é irmã da vocalista da banda, Melissa. Humilhada constantemente pelos integrantes da banda sua situação piora quando percebe que eles venderam sua alma em troca de fama e sucesso. Enquanto a Mell’s Angels ganha cada vez mais sucesso, Alice está no submundo passando por situações difíceis, perigos e muitos desafios. Além dos problemas que encontra lá, ela conhece James, o Príncipe das Trevas, que junto com seu pai governa o submundo.

Alice e Melissa não possuíam família e moravam juntas, sobrevivendo com a ajuda da missa. Após tanto ser humilhada pelos integrantes da banda, Alice passou a fingir que aquilo não a atingia e fazia seu trabalho da melhor forma possível para evitar mais confusões em sua vida.

Após uma festa de Halloween, a Mell’s Angels realizou o seu maior show e Melissa enviou Alice para entregar uma carta a um homem desconhecido. Este homem estava em busca de seu pagamento, o que Alice não sabia era que este pagamento era sua própria alma.

Assim, Alice vai para o submundo, onde se descobre uma mulher forte, capaz de fazer muitas coisas que nunca imaginou anteriormente. Ela descobre novos amigos e se envolve numa busca desesperadora por uma saída daquele lugar. Gostei muito de evolução da Alice, de uma menininha que se submetia a tudo a uma mulher capaz de enfrentar tudo e todos para atingir seus objetivos.

Alice conhece também James, o Princípe das Trevas, que de início parece ser tudo o que se acredita que um princípe das trevas seja, mas que aos poucos vamos descobrindo ser quase um ser humano comum, capaz de ter sentimentos. Me apaixonei por ele. Achei que foi um personagem bem construído e que representa tudo o que Alice precisava, alguém que acreditasse nela e a ajudasse a crescer como pessoa e na música.

Ao longo da história, Alice faz amizade com um “bichinho”, um cão do inferno. Ela cria um laço com ele e os dois são muito fofos juntos. Ele defende Alice de diversas situações e se mostra um amigo verdadeiro.

Temos também a presença de várias estrelas do rock e citações a bandas e músicas que quem é fã do estilo musical conhece e adora. Vemos um pouco sobre o que é tocar com a alma e em todo o livro há uma magia musical.

Um dos pontos que gostei no livro foi que mesmo no submundo, um lugar de trevas, podemos ver laços de amor e amizade florescendo, mesmo tendo o lado oposto, com muito ódio e castigos. Achei essa mensagem que os autores quiseram passar incrível porque acredito que mesmo em situações obscuras existe amor se as pessoas estiverem dispostas a deixa-lo crescer.

Eu quero agradecer a Flávia e o Carlos Henrique por essa oportunidade incrível que foi ler a obra deles. Gostei muito do livro, a escrita deles é super fluida e o design que eles escolheram para Alice Black é lindo. Já quero ler tudo de novo, porque sou dessas pessoas que quando se apaixona por um casal literário tem vontade de ler e reler os momentos dos dois diversas vezes. Amei tudo o que os autores me enviaram, estou apaixonada com o pôster do livro e fiquei muito feliz em receber o livro autografado. Obrigada, de coração!




E você, já leu Alice Black? Já se apaixonou pela Princesinha do Inferno?
Não perca seu tempo e adquira seu exemplar, entre em contato com a Flávia e o Carlos através do Facebook.

Nenhum comentário:

Postar um comentário